Expectativas sobre a publicação de um livro

IMG_0147
minha cópia, em 16 tons de cinza

e não é o meu. Aliás, quem dera. Passei o final da noite esperando a vinda da minha cópia – eletrônica – de “Go set a watchman”, da Harper Lee. Faz dias que o buzz está acontecendo. Claro que mt por movimento da Harper Collins, a editora do livro. O curioso é que eu nunca tinha me pego num excitement desses.

Claro que eu já vi isso acontecer… Harry Potter, 50 tons… e coisas assim. Filas nas livrarias. Mas, nunca tinha me metido numa coisa dessas. Eu comprei a minha cópia para o Kindle em abril e esperei até ontem para ver se o dito cujo baixava. Chegou hoje, meia noite e um.

Uma coisa tem me chamado atenção nesses últimos dias acompanhando o Twitter e matérias de jornais internacionais sobre a publicação do livro. O risco de transformar uma obra realmente literária num objeto de consumo. Evidentemente que é excelente que se espere um BOM livro sair, mas até que ponto não estamos transformando a coisa em “se vc não leu, está fora do grupinho seleto”. O que aconteceu com 50 tons, por exemplo: como assim vc NÃO leu? É o que tem para ser lido agora blá blá blá.

Os clássicos de ontem acabaram se tornando tais por conta de seu conteúdo e muito pouco por seu marketing. Hoje, isso é diferente. Quando um autor aclamado lança seu livro, as comunidades, eletrônicas ou não, são enxovalhadas de notícias, teaser e coisas assim. Claro que faz parte do show. E quiçá leve as pessoas a aprofundarem sua lista de leitura.

Não é uma questão de bom ou mau. É o tempo que vivemos como ele é.

Ainda não dá para dizer se “To Set a Watchman” é como “To Kill a Mockingbird”. Um must read. Se quer saber por quê, leia aqui.

Foram 55 anos até essa parte da história de Jean Louise Finch chegar ao público. É possível que hoje ela tivesse a mesma idade da autora. Então, vai ser o vai e vem das páginas e do seu conteúdo que vai nos contar o quão boa a história é. Mas, pode voltar a despertar a paixão ou a curiosidade de quem já leu o primeiro livro.

De qualquer forma, uma pessoa que consegue colocar em palavras o que está posto em “To Kill a Mockingbird” merece, sem dúvida, toda a sagração que tem até hoje. Go, Harper Lee.

Pietra, que também acha um pecado matar um sabiá

PS. Se ficou curioso para ler os livros, aqui no Brasil, em cópia impressa, vai demorar aquelas 6 semanas de entrega – via Livraria Cultura.

PS. Se o papel não é seu suporte de preferência – e vou dizer que apoio os e-readers sempre – fica aqui a dica para deitar os olhos sobre o novo livro. Em inglês, por enquanto.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s