Por que estou lendo “Ulisses”, de James Joyce

“Se você não fizer a experiência de ler um texto difícil agora, acredite, você terá perdido a chance… A chance. E você dirá, “mas eu não me interesso por questões filosóficas”… É só uma questão de brio (…) Como pode um cara escrever uma coisa que eu não entenda? Como? Eu vou ler aquela m*** até entender. Isso é brio. Senão, o cara c*** na sua cabeça e você não reage.(…)”

Pois é.

Texto clássico. Difícil. Genial. Um léxico imenso. O escrito do séc. XX. Muitas páginas. E como assim eu não vou entender?

Depois de muito pesquisar e ouvir opniões, resolvi me lançar a este desafio. E não tem sido muito simples. Mas eu penso que precisamos ter essas conversas com os clássicos, afinal se esse livro causa polêmica por ele ser o que é ou não ser, acredito que precisamos ocupar nossas cabeças desse tipo de coisa, de entender e ter um caminho para seguir. Nem que seja não recomendar o livro depois que ele foi lido. Mas ir até o final. E fazer uma mínima compreensão da obra. Da história. Da sua gênese. Do seu estilo.

Um dos maiores problemas da Educação hoje é que simplesmente muitas pessoas não conseguem compreender o que leem. Por que não ir mais a fundo e deixar de lado as obviedades da arte escrita e ir apontar para aqueles lugares que dizem que os verdadeiros tesouros estão. Nem que o tesouro seja dizer: venci… cheguei à Ítaca como Ulisses.

Não tenho expectativas quanto ao livro em termos de ser um texto para mudar a minha vida, ou até em lançar novos pensamentos. Não. Tenho a esperança de ler um texto que reflete o modernismo e poder compreende-lo. Poder ser parte de um grupo que é capaz de dizer gosto ou não gosto PORQUÊ… além de ser muito longo ou muito difícil.

Talvez a pior coisa que se diga é que vc é mediano. Um leitor mediano. Um escritor mediano. Qualquer coisa mediana. Tirar a média na escola, passar e ok. Sabe, nem todo mundo é bom em tudo, mas porque não ser uma daquelas pessoas que tem um pouco mais de entendimento sobre alguma coisa. Os sentimentos, os interesses são diferentes, mas quem sabe aventurar-se em algo diferente, mais profundo, para ver até onde podemos ir?

O mundo não está para muitos gênios. Mas que esteja para os surpreendentes. Para aqueles que possam, com suas palavras, seus pensamentos e suas interpretações, suas visões da vida, plantar algumas sementes.

Literatura é humanidade. Por que não arriscar-se em movimentos mais profundos? Não podemos ter medo de nos afogar em nosso rastro humano contador de histórias.

Pietra, que no Kindle não passou de 3% do livro – ainda.

Advertisements

One thought on “Por que estou lendo “Ulisses”, de James Joyce

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s