Passos dentro e fora do DEOPS

Corredor onde os presos passavam uma hora, por semana, no banho de sol.
Corredor onde os presos passavam uma hora, por semana, no banho de sol. Eu entrei no DEOPS porque eu quis, e saí livremente…

Numa tentativa de conhecer o realismo nas esculturas de Ron Mueck, nos deparamos com uma fila monstruosa na Pinacoteca de São Paulo. Triste por um lado… mas, bem satisfatório por outro: as pessoas estão se mobilizando para ver exposições. Claro que pode ser uma pegada de modinha, pra dizer q eu fui e tirar um “selfie” com uma das obras do artista. Mas, quem sabe elas não mexam um tiquinho com as pessoas, gerar aquela apreciação? Bom, tempo ao tempo e espero que quem estivesse na fila ontem possa ter aproveitado.

Aliás, vale dizer que a fila pro Museu  da Língua Portuguesa estava imensa também. Enfim…

Andamos mais um pouquinho lá pela região Luz. Depois de um almocinho honesto ali em volta do Parque da Luz, me lembrei de um outro local que valia a visita: O Memorial da Resistência. Ele fica na Estação Pinacoteca, na sede da Sorocabana, e serviu como delegacia do DEOPS (Departamento de Ordem e Política Social) em São Paulo.

Quando se pensa no golpe de 64, DEOPS é quase como falar de SS na época da 2a. Grande Guerra… tortura, morte, desaparecimento, sofrimento, censura. E ter a chance de olhar as celas e as linhas de tempo que contam o que aconteceu no mundo, no país, e na cidade tanto sobre repressão quanto sobre resistência faz muito pensar.

A imigração italiana trouxe duas formas de ideias para o Brasil que foram estopins pra tudo que aconteceu lá naquelas celas: o anarquismo e o fascismo. Independentemente de linhas de pensamento que cada um acredita, toda vez que um tenta sobrepujar o outro, as coisas ficam muito complicadas e isso se espalha de um forma com a qual se esquece que são pessoas envolvidas de ambos lados. Ideias podem coisificar a humanidade e todos se perdem. E sofrem.

Ferrolhos sempre abertos... Foto de B. Auriema
Ferrolhos sempre abertos…
Foto de B. Auriema

Entramos e saímos livremente das celas. São minúsculas. A estrutura da coisa toda é completamente chata e tudo que se tinham eram as paredes… os cantos de quem estava encarcerado.

Para todo sangue que escorreu, uma lembrança se mantém... viva!
Para todo sangue que escorreu, uma lembrança se mantém… viva!

As marcas das pessoas, seus registros físicos recriados nas paredes, os relatos de quem esteve ali, comove. Quando o tempo passa, claro que as feridas atenuam… Mas, resistir é não se deixar ser tomado pela tirania do outro… Manter o direito de ir e vir. Muitas vezes, falamos de bem maior, ou de manter um status quo. Não importa. Ditadura nenhuma vale. Esquerda, direita…

Qual é a dificuldade de viver no caminho do meio, onde pode-se dizer o que pensa? Sem ódio… com senso…

Ah, que alegria imensa poder colocar meus pés para fora do DEOPS com minha sanidade intacta.

Cantos de encarceramento...
Cantos de encarceramento…

Pietra, do centro, sem celas, com direito ao limite individual…

Mais algumas imagens do lugar feitas pelo B.

Pia original dentro da cela
Pia original dentro da cela
Registros
Registros
FullSizeRender
Das coisas do dia a dia…

FullSizeRender

Advertisements

3 thoughts on “Passos dentro e fora do DEOPS

  1. Quem não está comigo, está contra mim… o que impede imensamente a troca de ideias e de entendimento do outro lado. Sem dúvida, também não conseguimos lidar com o outro lado quando ele impede… Talvez falta reflexão: por que não sou de direita, de esquerda, pq temos preconceitos… de onde eles vem? Acho que hoje corremos um sério risco de sermos meros repetidores de histórias…

    Like

  2. Relato impressionante. Fiquei com vontade de compartilhar. Me fez lembrar de um livro que eu acho que você ia gostar: Memórias do Cárcere, do Graciliano Ramos. Só li o 1º volume mas olha, sinceramente, foi como estar entre essas grades.

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s